Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11652
Document Type: Tese
Title: Calogênese, quantificação de rutina, atividade antioxidante de acessos de mangabeira e viabilidade polínica de coqueiro anão verde de Fiji
Other Titles: Callogenesis, rutin quantification, antioxidant activity of mangabeira accessions, and pollinic viability of Fiji green dwarf coconut
Authors: Machado, Caroline de Araujo
Issue Date: 26-Feb-2018
Advisor: Ledo, Ana da Silva
Co-advisor: Padilha, Francine Ferreira
Resumo : A mangabeira (Hancornia speciosa Gomes) é uma espécie frutífera de clima tropical, nativa do Brasil. O objetivo desse trabalho foi determinar a atividade antioxidante, teor de rutina e indução de calo in vitro, bem como a histodiferenciação em seis acessos de mangabeira provenientes do Banco Ativo de Germoplasma da Embrapa Tabuleiros Costeiros. Os experimentos foram conduzidos nos laboratórios de Cultura de Tecidos de Plantas (Embrapa Tabuleiros Costeiros) e de Anatomia Vegetal (Universidade Federal de Lavras). Foram utilizadas plântulas germinadas in vitro como fonte de explantes (segmentos nodal, foliar e internodal). Os segmentos foram inoculados para indução de calos em meio de cultura MS, contendo diferentes combinações de reguladores de crescimento. Para a atividade antioxidante dos acessos in vivo de extratos de folhas, Barra do Itariri e Costa Azul obtiveram maior capacidade de captura de radicais livres (EC50 = 110,09 e 176,03 g de extrato seco/g de DPPH•) quando comparado com os demais acessos in vivo e in vitro. A rutina não foi detectada nos extratos oriundos de calos in vitro de mangabeira. Os acessos Barra do Itariri e Caju obtiveram as maiores concentrações (64,26 e 67,26 mg/L, respectivamente) de rutina em extratos de folhas in vivo. Para análise anatômica e morfológica de calos formados a partir de segmento foliar foram observadas células do sac (pequenas células aglomeradas), aec (células aglomeradas alongadas), sc (células pequenas) e rac (células aglomeradas redondas). Em relação à formação de calo a partir do segmento internodal ocorreu formação inicial de células desdiferenciadas, sendo possível identificar os demais órgãos presentes na área caulinar. Devido a proliferação do amarelecimento letal em coqueiro (Cocos nucifera L.), diversas ações de melhoramento genético da espécie têm sido implementadas a fim de obter-se genótipos tolerantes a esta doença, como o coqueiro anão verde de Fiji. Nesse sentido, o objetivo deste artigo foi avaliar a viabilidade de grãos de pólen por germinação in vitro em diferentes condições nutricionais e abióticas do coqueiro anão verde de Fiji. Foi coletada inflorescência fechada no Tropical Research and Education Center, Homestead, Flórida. Para o teste de viabilidade de grãos de polén foi avaliada a germinação em diferentes condições de temperatura: 22, 25, 28, 30°C em incubadora com luz e diferentes concentrações do meio Lora, suplementados com sacarose, respectivamente, com 40, 80, 120 e 160 g/L. A maior porcentagem de germinação (44%) foi alcançada em meio de Lora concentrado em 4X com 160g/L de sacarose à temperatura de 26,5ºC. A maior porcentagem de germinação foi alcançada 24 horas após a inoculação.
Abstract: Mangaba (Hancornia speciosa Gomes) is a fruit species of tropical climate and native to Brazil. The objective of this work was to determine the antioxidant activity, the rutin content, and induction of callus in vitro in six mangaba accessions from Embrapa Coastal Tablelands Active Germplasm Bank. The experiments were conducted in the Laboratory of Plant Tissue Culture (Embrapa Coastal Tablelands) and Laboratory of Plant Anatomy (Federal University of Lavras). In vitro germinated seedlings were used as explants source (nodal, foliar, and internodal segments). The segments were inoculated for callus induction in MS culture medium containing different combinations of growth regulators. For the antioxidant activity of the in vivo accessions of leaf extracts, Barra do Itariri and Costa Azul obtained a greater free radical capture capacity (EC50 = 110.09 and 176.03g of dry extract/g of DPPH •) when compared with the other in vivo and in vitro accessions. Rutin was not detected in extracts from in vitro mangaba callus. The accessions Barra Itariri and Caju obtained the highest rutin concentrations (64.26 and 67.26 mg/L, respectively) in in vivo leaf extracts. The anatomical and morphological analysis of callus formed from leaf segment revealed sac cells (small agglomerated cells), aec cells (elongated agglomerated cells), sc cells (small cells), and rac cells (round agglomerated cells). Conversely, callus formed from the internodal segment revealed the initial formation of dedifferentiated cells, and allowed detecting the other organs present in the caulinary area. Due to the proliferation of lethal yellowing disease in coconut (Cocos nucifera L.), several studies have been carried out regarding the genetic improvement of the species, aiming at more tolerant materials, such as the Fiji green dwarf coconut. In this sense, the objective of this article was to evaluate the Fiji green dwarf coconut pollen viability by in vitro germination in different nutritional and abiotic conditions. A closed inflorescence was collected at the Tropical Research and Education Center, Homestead, Florida. For the pollen viability test, germination was evaluated at different temperature conditions (22, 25, 28, 30°C), in an incubator with light, with different Lora medium concentrations, supplemented with sucrose (40, 80, 120, and 160 g/L, respectively). The highest of germination percentage (44%) was achieved under Lora medium concentration of 4X supplemented with 160g/L of sucrose, at a temperature of 26.5ºC. The highest percentage of germination was achieved at 24 hours after inoculation.
Keywords: Mangabeira
Antioxidantes
Pólen
Germinação
Hancornia speciosa Gomes
Cocos nucifera L.
Rutin
Germplasm
Pollen grains
Storage
Subject CNPQ: CIENCIAS AGRARIAS
Sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES
Language: por
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Agricultura e Biodiversidade
Citation: MACHADO, Caroline de Araujo. Calogênese, quantificação de rutina, atividade antioxidante de acessos de mangabeira e viabilidade polínica de coqueiro anão verde de Fiji. 2018. 69 f. Tese (Doutorado em Agricultura e Biodiversidade) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2018.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11652
Appears in Collections:Doutorado em Agricultura e Biodiversidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAROLINE_ARAUJO_MACHADO.pdf2,3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.