Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11983
Document Type: Dissertação
Title: Os elementos determinantes da orientação empreendedora nas universidades públicas federais da região Nordeste do Brasil
Authors: Lima, Simone Freitas Araújo
Issue Date: 10-Feb-2017
Advisor: Teixeira, Rivanda Meira
Co-advisor: Almeida, Moisés Araújo
Resumo : As transformações evidenciadas no setor público ao longo dos anos demonstram o aumento das expectativas de modernização e esse processo tem sido relacionado às noções comportamentais e gerenciais, imbuídas de conceitos e práticas que eram próprias e, até então, restritas à esfera das organizações empresariais. Uma das perspectivas para alcançar o comportamento empreendedor é a orientação empreendedora (OE), a qual permite analisar tal elemento relacionando-o com o ambiente. Trata-se de particular padrão de comportamento que perpassa todos os níveis da organização refletindo uma filosofia estratégica de atuação. Surge como importante construto no âmbito do empreendedorismo, pois possibilita por meio de processos, práticas e atividades o desenvolvimento organizacional baseado nas tomadas de decisões estratégicas, na implantação do comportamento empreendedor no ambiente corporativo e, consequentemente, na promoção de cultura orientada ao empreendedorismo. Entretanto, é necessário considerar as particularidades inerentes às organizações públicas a exemplo das universidades, as quais são desafiadas a remodelar o papel de produtoras do conhecimento, fazendo deste um meio para seu crescimento econômico. Este estudo teve como objetivo geral analisar os elementos determinantes da orientação empreendedora nas universidades públicas da Região Nordeste do Brasil por meio da utilização de uma inovadora escala desenvolvida pelos autores Todorovic, McNaughton e Guild (2011) e conhecida como ENTRE-U. A população-alvo compreende os docentes dos programas/núcleos de pós-graduação das engenharias e ciência da computação. Especificamente verificou-se a representatividade das dimensões mobilização da pesquisa, não-convencionalidade, colaboração com o setor produtivo e política universitária da OE nessas universidades; evidenciou-se as práticas indicadoras de OE, segundo essas dimensões e indicou-se o nível de influência entre essas dimensões nas universidades públicas federais dessa região. Foi utilizada a metodologia quantitativa e o método de pesquisa survey. Os dados foram analisados com uso de análise fatorial exploratória e análise fatorial confirmatória, por meio da técnica de modelagem ou análise de equações estruturais para confirmação do modelo teórico e comparação com o identificado nesta pesquisa. Dentre os principais resultados obtidos observou-se que a dimensão melhor representou a OE foi mobilização da pesquisa e que as práticas evidenciadas por esta dimensão têm como principal foco o envolvimento do aluno para a participação em pesquisa aplicada. As dimensões, apesar de suas características individuais, se influenciam mutuamente e positivamente a OE, de modo que deve ser dada devida atenção para a gestão das práticas de cada uma delas quando se tem em mente o resultado global. O modelo proposto por esta pesquisa apresenta bons resultados quando comparado ao modelo teórico estudado, apesar de não atingir o nível ideal de ajustamento. As análises fatoriais apresentam, entre si, resultados semelhantes e estes resultados também se assemelham aos evidenciados pelos criadores da escala, podendo evidenciar a escala como um instrumento de válido de pesquisa da OE nas universidades públicas.
Abstract: The transformations evidenced in the public sector over the years demonstrate the increase in the expectations of modernization and this process has been related to the behavioral and managerial notions, imbued with concepts and practices that were own and, until then, restricted to business organizations sphere. One of the perspectives to reach the entrepreneurial behavior is the entrepreneurial orientation (OE), which allows analyze this element relating it to the environment. It is a particular behavior pattern that permeates all organization levels reflecting a strategic philosophy of action. It emerges as an important construct in entrepreneurship scope, because it enables through processes, practices and activities the organizational development based on the strategic decision making, the implantation of entrepreneurial behavior in the corporate environment and, consequently, in the promotion of culture oriented to entrepreneurship. However, it is necessary to consider the peculiarities inherent to public organizations such as universities, which are challenged to remodel the role of knowledge producers, making it a means for their economic growth. This study aimed to analyze the determinants of entrepreneurial orientation in public universities in the Northeast Region of Brazil through the use of an innovative scale developed by Todorovic, McNaughton and Guild (2011) known as ENTRE-U. The target population comprises the faculty members of graduate programs / programs in engineering and computer science. Specifically, it was verified the representativeness of research mobilization, nonconventionality, collaboration with productive sector and university policy dimensions of OE's in these universities; showed the OE practices according to these dimensions and indicated the influence level between these dimensions in federal public universities in that region. It were used quantitative methodology and survey research method. The data were analyzed using exploratory factorial analysis and confirmatory factorial analysis, using the modeling technique or analysis of structural equations to confirm the theoretical model and compare it with the one identified in this study. Among the main results obtained, it was observed the dimension that best represented the OE was the research mobilization and the practices evidenced by this dimension have as main focus the student's involvement for the participation in applied research. The dimensions, in spite of their individual characteristics, influence each other and positively the OE, so due attention must be paid to management practices of each of them when one has in mind the overall result. The model proposed by this research presents good results when compared to the theoretical model studied, although it did not reach the ideal level of adjustment. The factorial analyzes show similar results among themselves, and these results are also similar to those shown by the creators of the scale, being able to evidence the scale as a valid instrument of OE research in public universities.
Keywords: Empreendedorismo corporativo
Empreendedorismo no setor público
Orientação empreendedora
Empreendedorismo universitário
Universidades públicas
Corporate entrepreneurship
Public sector entrepreneurship
Entrepreneurial orientation
University entrepreneurship
Public universities
Subject CNPQ: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Language: por
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-graduação em Administração
Citation: LIMA, Simone Freitas Araújo. Os elementos determinantes da orientação empreendedora nas universidades públicas federais da região nordeste do Brasil. 2017. 121 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/11983
Appears in Collections:Mestrado em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SIMONE_FREITAS_ARAUJO_LIMA.pdf1,74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.