Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12532
Document Type: Dissertação
Title: “Em nome da Santíssima Trindade encomendo a minha alma” : morrer na cidade de São Cristóvão/SE (1864 - 1886)
Authors: Gama, Márcia Oliveira
Issue Date: 13-Jun-2019
Advisor: Santos, Lourival Santana
Resumo : O presente trabalho tem como principal objetivo analisar as práticas e permanências relacionadas à morte e o morrer da cidade de São Cristóvão na segunda metade do século XIX (1864 -1886). A Cidade de São Cristóvão foi fundada em 1590 por Cristóvão de Barros, localiza-se no estado de Sergipe e é a quarta cidade mais antiga do Brasil, foi a capital de Sergipe até 17 de março de 1855, quando o presidente da província de Sergipe, Inácio Barbosa, elevou o povoado Santo Antônio do Aracaju à posição de cidade de Aracaju e realizou a mudança da capital da província. Os sancristovenses possuíam uma forte familiaridade com seus mortos, realizavam diversos rituais fúnebres, alguns tinham início ainda em vida, outros em morte, ambos são explorados durante o trabalho. Analisaremos os rituais fúnebres realizados em vida, como a redação do testamento, a realização dos sacramentos, a procissão do viático; assim como analisaremos os rituais fúnebres realizados após a morte, o uso da mortalha, a encomendação da alma, procissão e os locais de inumação. Utilizamos como fontes: os testamentos, inventários, o livro de assentamos de óbito número 1 (1864 -1886) da Paróquia Nossa Senhora da Vitória (Igreja Matriz), os relatórios dos Presidentes da Província de Sergipe Del Rey sobre: Cemitérios, Hospitais e Saúde Pública. Foram utilizados os métodos quantitativo e qualitativo para que houvesse um maior aproveitamento das informações das fontes.
Abstract: This research aims to analyze the practices and the permanencies related to death and dying of the city of São Cristóvão in the second half of the 19th century (1864-1886). The city of São Cristóvão was founded in 1590 by Cristóvão de Barros, located in the state of Sergipe, which was capital until March 17, 1855, when the president of the province of Sergipe, Inácio Barbosa raised the town of Santo Antônio do Aracaju in the city of Aracaju, and made the change of the capital of the province, is the fourth oldest city in Brazil. The sacristonvenses had a strong familiarity with their dead, performed several funeral rituals, some had begun while still alive, others in death, both are explored during the work. We will analyze the funeral rituals performed in life, such as the writing of the will, the performance of the sacraments, the procession of viaticum; the funeral rites performed after death, the use of the shroud, the commissioning of the soul procession; and the places of burial. We use as a source: the wills, inventories, death row book number 1 (1864-1886) of the Parish of Our Lady of Victory (Mother Church), the Reports of the Presidents of the Province of Sergipe Del Rey on: Cemeteries, Hospitals and Health Public. Quantitative and qualitative methods were used to obtain better use of information from sources.
Keywords: Morte
São Cristóvão (SE)
Século XIX
Death
19th century
Subject CNPQ: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Program Affiliation: Pós-Graduação em História
Citation: GAMA, Márcia Oliveira. “Em nome da Santíssima Trindade encomendo a minha alma” : morrer na cidade de São Cristóvão/SE (1864 - 1886). 2019. 155 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12532
Appears in Collections:Mestrado em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARCIA_OLIVEIRA_GAMA.pdf2,24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.