Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12646
Document Type: Monografia
Title: Análise macroecológica do comportamento agressivo intraespecífico em Homo Sapiens e o surgimento da agricultura
Authors: Santos, Diene Oliveira
Issue Date: 4-Sep-2019
Advisor: Martinez, Pablo Ariel
Resumo : O comportamento agressivo pode ser decorrente dos processos ecológicos por aquisição de recursos. A agressividade intraespecífica ocorre quando um indivíduo lesiona ou mata outro da mesma espécie, visando benefício próprio. Além dos fatores ecológicos, fatores fisiológicos também podem modificar o nível de agressividade de mamíferos. Recentemente foi visto que o fotoperíodo pode modificar o comportamento agressivo de alguns animais, através da liberação de hormônios. Dado isto, dias mais curtos levam a uma maior agressividade. O homem pertence a linhagem dos Primatas, grupo que tem a agressividade como uma das características mais difundidas. Tendo isto em vista, determinar os processos que moldam, espacial e temporalmente, o comportamento agressivo humano é o objetivo principal deste trabalho. Para tanto, analisamos como os Recursos Ambientais, a Distância das Populações dos Centros de Origem de Agricultura (CO) e o Fotoperíodo se relacionam ao comportamento agressivo. Então, foram estabelecidas a (i) Hipótese de Recursos, a (ii) Hipótese dos Centros de Agricultura e a (iii) Hipótese de Fotoperíodo. Foram coletados 468 pontos georreferenciados de registros arqueológicos de populações humanas, datadas desde o Neolítico até o Moderno. Estimamos a agressividade através da razão do número de mortes violentas pelas mortes totais. Como proxi da disponibilidade de recursos, foram utilizadas as variáveis de Sazonalidade de Temperatura e de Precipitação, Temperatura Média Anual e Precipitação Anual, extraídas do WorldClim. Para avaliar se a distância ao CO é um fator modulador da agressividade, estimou-se as distâncias de cada agrupamento para os CO, existentes nos períodos. Para testar a hipótese do fotoperíodo, foi estimado o coeficiente de variação de horas-luz para cada localidade. Assim também, foi incorporado a informação temporal de cada população, para levar em consideração a variação ao longo do tempo. Foram empregados Modelos Aditivos Generalizados, a fim de observar a relação das variáveis utilizadas com a agressividade humana. Dos modelos gerados, as variáveis CO e Fotoperíodo foram significativas. As variáveis restantes mostraram pouco ou nenhum efeito sobre a agressividade. Os resultados evidenciam que processos históricos e fatores ambientais, são moduladores importantes da agressividade na espécie Homo sapiens
Keywords: Biologia
Ensino de biologia
Agressividade
Fotoperíodo
Domesticação
Sociedade
Homo Sapiens
Agricultura
Subject CNPQ: CIENCIAS BIOLOGICAS
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Department: DBI - Departamento de Biologia – São Cristóvão – Presencial
Citation: Santos, Diene Oliveira. Análise macroecológica do comportamento agressivo intraespecífico em Homo sapiens e o surgimento da agricultura. São Cristóvão, SE, 2019. Monografia (graduação em Biologia) – Departamento de Biologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2019
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12646
Appears in Collections:Biologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diane_Oliveira_Santos.pdf1,86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.