Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12899
Document Type: Monografia
Title: Conservação de espécies florestais nativas presentes no Campus de São Cristóvão da Universidade Federal de Sergipe
Authors: Santana, Natali Aparecida
Issue Date: 3-Sep-2019
Advisor: Ferreira, Robério Anastácio
Resumo : O Campus São Cristóvão da Universidade Federal de Sergipe constitui-se de estacionamentos, didáticas, departamentos, entre outros, e também, contempla espécies florestais, naturais antropizadas ou plantadas, que, além de promover a conservação in situ, podem fornecer sementes para diversos fins. Com este trabalho teve-se o objetivo de avaliar indivíduos de Anacardium occidentale, Anadenanthera colubrina, Anadenanthera macrocarpa, Andira fraxinifolia, Bowdichia virgilioides, Cassia grandis, Ceiba speciosa, Enterolobium contortisiliquum, Erythrina velutina, Eschweilera ovata, Genipa americana, Hymenaea courbaril, Inga vera, Libidibia ferrea var. leiostachya, Licania tomentosa, Lonchocarpus sericeus, Paubrasilia echinata, Schinus terebinthifolia, Tabebuia aurea e Tapirira guianensis quanto à produção de sementes. Todos os indivíduos que apresentaram circunferência à altura do peito (CAP) maior ou igual a 15 cm foram mensurados para as variáveis altura total e área de copa. Os indivíduos também foram georreferenciados, avaliados quanto à condição biológica geral e contabilizados os que encontravam-se com flores e/ou frutos durante o mês de julho de 2019. Do total de 652 indivíduos encontrados, 55,37% pertencem a apenas quatro espécies: A. occidentale, S. terebinthifolia, L. ferrea var. leiostachya e P. echinata. Observou-se maior número de indivíduos nas classes de diâmetro de menores valores e no estrato médio de altura. Quanto à área de copa, as espécies obtiveram área média de 91,04 m². Em relação ao estado biológico geral, 57,67% dos indivíduos apresentaram-se sadios. Os indivíduos que apresentaram-se com flores correspondem a 12,73% e com frutos 19,17% dos 652. As espécies que apresentaram-se com número de indivíduos inferior a 15 não são recomendadas como matrizes florestais para coleta de sementes e são: L. tomentosa, C. speciosa, C. grandis, H. courbaril, B. virgilioides, E. contortisiliquum, I. vera, E. velutina, E. ovata, G. americana e A. colubrina.
Keywords: Engenharia florestal
Ensino de engenharia florestal
Ciências florestais
Sementes
Matrizes florestais
Arborização urbana
Universidade Federal de Sergipe (UFS)
São Cristóvão (SE)
Subject CNPQ: CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::CONSERVACAO DA NATUREZA
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Department: DCF - Departamento de Ciências Florestais - São Cristóvão - Presencial
Citation: Santana, Natali Aparecida. Conservação de espécies florestais nativas presentes no Campus de São Cristóvão da Universidade Federal de Sergipe. São Cristóvão, SE, 2019. Monografia (graduação em Engenharia Florestal) – Departamento de Ciências Florestais, Centro de Ciências Agrárias Aplicadas, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2019
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12899
Appears in Collections:Engenharia Florestal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Natali_Aparecida_Santana.pdf5,83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.